IMG_3557"Olhe para você:  dentro de si, você traz o céu e a terra."1

Hildegarda de Bingen (1098-1179)

As mandalas estão presentes em diversas culturas espalhadas por todo o mundo em diferentes épocas da história, e com isso, também podemos encontrar belíssimas mandalas no mundo cristão.

IMG_3713

Rosácea exterior da Basilique Notre Dame de Nice, (Basílica Nossa Senhora de Nice) , em Nice - França

As mandalas de tradição cristã mais conhecidas encontram-se sobretudo nas igrejas ou imensas catedrais do período gótico sob a forma de rosáceas, ou seja, belos vitrais coloridos em forma circular onde através da passagem da luz pela cor, tinha-se a intenção de transmitir um maior contato com a espiritualidade e a ascensão ao sagrado. 

IMG_6809

Rosácea da Sainte Chapelle, em Paris - França

Mas há outras mandalas cristãs, além das rosáceas, que valem à pena serem conhecidas e santa Hildegarda de Bingen, através de suas iluminuras do século XII, foi responsável por algumas das mais belas realizadas até hoje.

10959910_10206175864785277_5043501557663332567_n

Mas quem é Hildegarda de Bingen ?

Hildegarda de Bingen (em alemão Hildegard von Bingen) é uma santa, também proclamada doutoura da igreja pelo papa Bento XVI em 20122. Mas Hildegarda ainda nos reserva muito mais de seu percurso de vida: ela é uma mística do século XII, uma mulher à frente de seu tempo com idéias novas e uma grande atitude e integridade calcada na sua fé por Deus e em sua força de vontade.

IMG_8902

Fiz esta fotografia no Museum am Strom, em Bingen am Rhein - Alemanha

Hildegarda de Bingen tornou-se conhecida por suas visões vindas da Luz Viva (la Lumière Vivante), que seria, na verdade, o próprio Espírito Santo. Luz Viva foi o nome que Hildegarda usou para descrever essa forte luz, de um brilho intenso e profundo, cheia de mistério e sabedoria, que ardia num grande amor indescrítivel quando ela a via, ouvia e sentia em suas visões.3 Tudo o que Hildegarda fez, escreveu, compôs e deixou como legado, ela remetia e agradecia à essa Luz Viva que a acompanhou em seu árduo e vasto trabalho por toda a sua vida.4

Hildegarde de Bingen icone 1

 ĺcone de santa de Hildegarda de Bingen escrevendo sob a orientação da Luz Viva, ou seja, do Espírito Santo

Além de mística, Hildegarda foi teóloga, compositora, médica, terapeuta, naturalista, poetisa, dramaturga e abadessa do mosteiro de Rupertsberg. Como compositora, Hildegarda deixou músicas maravilhosas que buscam o bem-estar e a elevação interior em comunicação e sintonia com Deus. Num período da História onde várias pessoas buscavam na mortificação uma maneira de penitenciar-se por seus pecados ou ainda, buscar o Cristo, Hildegarda pregava que o Reino dos Céus é pura beleza e que deveríamos, antes, buscar a beleza (e não o feio, a dor ou o sofrimento) para nos aproximarmos de Deus. Sendo Deus, AMOR, o melhor caminho para chegar até ele é viver o amor no dia-à-dia, nas coisas simples e claras da vida, na beleza que trazemos conosco e que está ao nosso redor - beleza que nos leva ao Criador. Ao falar da beleza, Hildegarda mencionava a beleza da criação, a beleza do homem como criação divina suprema, a beleza espiritual, a beleza da divindade, a beleza que pode ser manifestada nas artes - a beleza que não tem pacto com o plano da vaidade! A música de Hildegarda transmite essa beleza! Hoje em dia, é possível encontrar vários CDs com a música de Hildegarda de Bingen ou mesmo escutá-la pela internet!

IMG_4214

Muito antes da Musicoterapia fazer sua aparição, Hildegarda cuidava dos doentes que a procuravam através da música. Tanto Hildegarda quanto as irmãs do monastério tocavam ou cantavam para os doentes para que eles pudessem restabelecer o físico, mas também o mental e o espiritual. "A música leva à Deus e cura as almas doentes e cansadas."5

IMG_4240

Trecho da música de Hildegarde de Bingen.

Como dramaturga, Hildegarda criou um drama litúrgico (algo entre o teatro e a ópera) que mostrava o combate das Virtudes contra os Vícios.6 Para Hildegarda, os vícios são os principais responsáveis pelo desvio do homem no caminho que o leva à Deus. Através dos vícios (vaidade, amor das coisas terrenas, falta de moderação etc) o homem afasta-se de sua essência sem perceber, muitas vezes, que está escolhendo um caminho que pertence ao mundo mas não à si! Os vícios trazem a escuridão e o homem, por excelência divina é um ser de luz em sua essência profunda. Sendo os vícios liderados pelo demônio, este último, no final da peça, via-se derrotado e humilhado pela força divina que é sempre vencedora. Tal representação chocou muitos religiosos da época pelo fato de Hildegarda e de suas irmãs terem os cabelos soltos e usarem outras vestimentas que não fosse o hábito próprio das irmãs durante as representações. Essa ousadia (entre outras), levou Hildegarda e seu monastério à  enfrentar represálias vindas do clero, sendo várias vezes punida pela sua determinação em dizer não às ordens que lhes eram dadas. Não foram poucas vezes em sua vida que Hildegarda viu-se em situações complicadas e difíceis onde ela podia apenas contar  com sua fé e sua confiança em si e em Deus.

IMG_4268

Drama litúrgico intitulado Ordo virtutum (O Jogo das Virtudes/Le jeu des vertus) que possuí 82 melodias e mostra a alma humana num confronto entre  o dêmonio (com seus vícios) e  as Virtudes.

Em seus discursos, Hildegarda buscava sempre combater as heresias que ameaçavam a igreja católica pois para ela, o centro de tudo era o Cristo e nada deveria desviar a igreja Dele (antes a Fé que a instituição simplesmente!). Em suas pregações, também condenava com muita coragem e veemência os vícios e abusos do clero – tudo isso num século em que não era nada fácil e comum para as mulheres participarem das decisões políticas e religiosas e/ou se destacarem da maneira como Hildegarda vinha fazendo, sobretudo diante das autoridades eclesiásticas e nobres da época. Nem é preciso dizer aqui que, por conta de tais atitudes, Hildegarda nem sempre foi apreciada pelo clero e muitas vezes, precisou ultrapassar vários obstáculos para pode se afirmar num mundo onde as leis eram feitas somente por e para os homens!

HB mandala1

O Cristo como centro:  A verdadeira Trindade na verdadeira Unidade,

mandala/iluminura de Hildegarda de Bingen, 1098-1179

Hildegarda reconhecia o valor da mulher e em seus escritos, ela diz que a mulher possuí um espaço muitíssimo importante na Criação. Sobre a mulher, Hildegarda escreveu: "Porque uma mulher trouxe a morte7, uma outra mulher, uma virgem de luz a aboliu. Assim, a benção suprema repousa sobre a mulher antes de qualquer outra criatura. Afinal, Deus tornou-se homem através da doce Virgem e bem-aventurada Maria."8 Hoje as mulheres têm mais voz do que em qualquer outro período da História, no entanto, nem sempre foi assim e levando isso em consideração, vemos como Hildegarda foi uma mulher à frente de seu tempo e uma mulher de coragem pois elevar a mulher sobre todas as criaturas terrenas, dizer que sobre a mulher repousa a benção suprema e mostrar o seu valor num texto religioso em pleno século XII era algo ousadíssimo e que exigia, no mínimo, uma boa dose de coragem (loucura?) e fé - e Hildegarda possuía tudo isso e mais!

IMG_4262

Presença de mulheres nas iluminuras de Hildegarda de Bingen: Iluminura do Liber divinorum operum chamada "A Fonte da Vida". Hildegarda reconhecia o fato das mulheres poderem receber e dar a Vida e escreve à esse respeito: "Os homens são dotados de coragem e força enquanto as mulheres possuem uma  força espiritual de grande sabedoria."9

Hildegarda foi uma das primeiras naturopatas e representantes da medicina holística no mundo ocidental. Ela nos deixou um imenso legado relacionado à alimentação natural, à cura pela alimentação e mesmo à prevenção de doenças pela alimentação. Embora menos conhecida, a medicina de Hildegarda de Bingen está no mesmo patamar que medicinas respeitadas e de grande seriedade como a Ayurveda e a Medicina Chinesa. Muitos de seus escritos sobre a utilização de plantas no tratamento e na cura de algumas doenças vieram à ser comprovados pela ciência e pela experiência de vários médicos, naturopatas, fitoterapeutas, enfim, pessoas ligadas à medicina e à busca de uma alimentação e da cura que respeite o corpo, o alimento em si e o meio-ambiente. Assim, além do alimento, a medicina hildegardiana leva em consideração a alma da pessoa pois para Hildegarda, a doença é a conseqüência direta de uma alma em desiquílibrio e por isso, é preciso tratar a doença no plano físico e o mal que aflige a pessoa no espírito para que a cura verdadeira seja feita: "Nossa vida provém da energia divina que está impregnada em nosso corpo."10 Hildegarda chega mesmo à receitar a boa palavra, a boa escuta, a disciplina dos bons pensamentos para manter o corpo e o espírito sãos! Um assunto extremamente moderno vindo de uma monja do século XII !

IMG_4122

Na medicina hildegardiana, o consumo do trigo Espelta ou trigo vermelho (Triticum spelta) ao invés do trigo atualmente utilizado na alimentação é especialmente recomendado. Boa parte da medicina de Hildegarde é baseada no bem-estar que o trigo Espelta traz ao organismo.

No entanto, a medicina hildegardiana permaneceu esquecida durante muitos anos até que no fim da II Guerra Mundial, o médico alemão Gottfried Hertzka encontrou alguns escritos de Hildegarda, passou à estudá-los, experimentá-los e, então, tratou vários de seus pacientes com as receitas, recomendações e cuidados preconizados por Hildegarda. Com o tempo, ele observou que seus pacientes ficavam curados e melhoravam consideravelmente não apenas no plano físico mas também no espiritual pois a medicina de Hildegarda está ligada diretamente ao divino, à uma espiritualidade sã que leva a pessoa à tomar consciência de sua maneira de viver, de se relacionar consigo, com os outros e com o mundo. Ciente disso, a pessoa sente a necessidade de mudar e adota uma nova postura obtendo uma qualidade de vida superior à que vinha tendo até então.

IMG_4213

"Através da atividade, a alma trabalha junto com o corpo para atingir seus objetivos.

A alma gosta de trabalhar no corpo pois este foi criado por Deus e é por isso que a alma fica impaciente de realizar o trabalho que deve ser feito junto ao corpo. (...) Quando o corpo se regenera, ele renova a alma para poder servir à Deus." Hildegarde de Bingen 11

Após a morte do Dr. Gottfried Herzka, seus trabalhos foram retomados pelo Dr. Wighard Strehlow na "Casa da Cura" (Maison de Cure) no Lago de Constança, na Alemanha. Fiel representante da medicina de Hildegarda pelo mundo, o Dr. Wighard Strehlow escreveu vários livros sobre a alimentação natural e a aplicação da medicina e da terapia de Hildegarda de Bingen. Posteriormente, com a divulgação desse trabalho, muitos outros médicos abraçaram esta medicina mais próxima da natureza, da espiritualidade e de um modo de vida são. Além de falar sobre as plantas e suas utilizações na cura e na alimentação, Hildegarda também escreveu sobre o uso medicinal das pedras preciosas ressaltando suas qualidades e seu uso para diversos males. Uma das mais belas orações deixadas por Hildegarda de Bingen chama-se justamente "Prece do Topázio Imperial" (ou Topázio de Ouro)!

IMG_4236

"Assim, por mais doente ou ferido que esteja o corpo de alguém, a alma permanece inteira, santa, bela, jovem e sã. Contudo, é muito importante de se lembrar que a cura e a melhora da saúde não devem se limitar à apenas a nossa própria pessoa mas também à forma que nos relacionamos com os outros e com a natureza."12 Hildegarde de Bingen 

IMG_4237

Para quem deseja conhecer mais sobre a medicina de Hildegarda de Bingen, há uma vasta literatura sobre este assunto - entre outros - relacionados à essa grande mulher. Nunca é demais lembrar que há também a literatura deixada pela própria Hildegarda que vale à pena ser lida, como seu livro SCIVIAS, do latim, «Conheça os Caminhos», escrito por volta de 1151.13

IMG_4211

Há diversos livros que tratam a medicina de Hildegarde de Bingen...

IMG_4241

...onde alguns deles tratam o uso das pedras preciosas no bem-estar físico e espiritual.

A maior parte de seus escritos foram reunidos em um grande livro – o Riesencodex – e estão conservados na Biblioteca Regional de Hesse à Wiesbaden, na Alemanha.

IMG_4257

Iluminura que mostra Hildegarda de Bingen escrevendo o livro SCIVIAS sob a orientação da Luz Viva

Muitas das mandalas encontradas nas iluminuras de Hildegarda de Bingen podem ser vistas em seu livro SCIVIAS, onde os originais se encontram na Abadia de Santa Hildegarda de Eibingen14, na Alemanha.

IMG_4256

Acima, o livro SCIVIAS e  o alfabeto da LINGUA IGNOTA:

uma língua criada, escrita e falada por Hildegarda de Bingen.

IMG_4255

Sobre a capa de SCIVIAS, uma bela mandala que nos convida à conhecer o caminho!

IMG_9039Abadia Beneditina Santa Hildegarda de Eibingen, Alemanha

Hildegarda teve uma saúde muito frágil. Ela passou dias e noites acamada sendo cuidada pelas irmãs do monastério. Certa vez, ela chegou até à receber a extrema unção para despertar logo em seguida - surpreendendo à todos os presentes! Algumas vezes, sua saúde melhorava somente após Hildegarda receber a Visão da Luz Viva e, em seguida, divulgá-la. Humana, Hildegarda também tinha medo da rejeição, das zombarias e do pouco caso que os outros poderiam fazer de suas visões, acusando-a de mentirosa, mistificadora, hereje. Porém, forte de sua fé e sob os conselhos da Luz Viva, Hildegarda enfrentou seus medos e colocou-se à serviço do Altíssimo divulgando o amor de Deus por Seus filhos e filhas e pelo mundo, Sua Criação. Longe de ser um Deus de punição e dor, Hildegarda pregava um Deus de amor, que partilhava seus conhecimentos com Seus filhos através da Luz Viva - da qual Hildegarda era apenas o canal (ela mesmo o dizia) - e proclamava que o Homem, sendo filho de Deus, aprendendo à viver segundo as leis divinas e cósmicas, poderia fazer desse mundo o céu sobre a terra: "Viva nesta terra de maneira à torná-la o céu."15, dizia Hildegarda.

IMG_4221

Quando o homem se deixa guiar pela essência de sua alma, ele encontra o seu lugar na vida de todo o Universo. "Aos poucos, nós compreenderemos que todas as coisas estão ligadas para o bem de nossa alma."16 - Hildegarde de Bingen

Mesmo com sua idade avançada, ela montava em seu cavalo e saía em direção às cidades e povoados para pregar a palavra de Deus; o que ela via e ouvia através da Luz Viva. Para ela, a mensagem da Luz Viva não era algo que deveria ficar somente entre os religiosos, nobres ou guardados em livros mas também deveria chegar até o povo. A Luz Viva havia lhe dado um imenso conhecido que Hildegarda desejava profundamente repartir com tudo e com todos. Para ela, através do conhecimento, o homem têm as ferramentas necessárias para mudar, evoluir e se aproximar de Deus. Sobre seu cavalo, ela anunciava a sua visão de maneira simples, o que era essencial, sobretudo porque a população da época não sabia nem ler e nem escrever e não dispunha dos meios de comunicação eficazes que possuímos atualmente. Hildegarda partiu para o mundo espiritual no dia 17 de setembro de 1179 e nos deixou um imenso legado onde eu apenas falei de uma parte nesse artigo, mas com certeza, ainda trarei mais assuntos ligados à esta mulher excepcional pois há muito o que conhecer sobre o trabalho, os escritos e as sagradas mandalas ditadas pela Luz Viva através de Hildegarda de Bingen.

IMG_4261

 O relicário de Hildegarda de Bingen é particularmente venerado no dia 17 de setembro, aniversário de sua morte.

A igreja paroquial de EINBIGEN recebe um grande número de visitantes de todas as partes do mundo...

IMG_4270

...que também participam da Procissão das Relíquias e da missa organizada pelas irmãs do monastério.

Praticamente 400 anos antes de Leonardo da Vinci e seu Homem Vitruviano, Hildegarda de Bingen nos apresenta seu Homem Universal! Hildegarda foi uma visionária. Ela era chamada "A Síbila do Reno".

IMG_4260Lado à lado: o Homem Universal de Hildegarde de Bingen e o Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci

IMG_8927

IMG_8921

IMG_8926O rio Reno e suas águas - fotos feitas na cidade de Bingen am Rhein (onde fica o museu de Hildegarde), Alemanha

Sendo uma mulher tão espetacular e deixando como legado uma obra tão vasta, porque Hildegarda de Bingen permaneceu esquecida durante tanto tempo? Particularmente, minha resposta mais provável é simplesmente porque Hildegarda, por mais maravilhosa que possa ter sido, era sobretudo, uma mulher. Mesmo sua canonização pela igreja tournou-se uma verdadeira "novela" tendo sido arquivada várias vezes, colocada de lado, esquecida etc. O primeiro pedido de canonização de Hildegarda de Bingen foi feito somente alguns anos após a sua morte mas apenas em 2012, ele foi concretizado! Séculos de espera (embora eu não acredite que Hildegarda se preocupe muito com isso). Hildegarda viveu e morreu algum tempo antes dos horrores da Inquisão e visto que ela foi uma mulher que não aceitava ordens, contrariava poderes pré-estabelecidos, enfrentava obstáculos para falar o que via, pensava e sentia - certamente, ela não teria sobrevivo à Inquisão! Ao invés de profetisa, teriam-na chamado de bruxa e desta forma, encontrariam uma maneira de calar sua voz. Felizmente para nós, tudo isso é apenas uma suposição e nada disso aconteceu e podemos, então, apreciar, estudar e crescer com tudo o que Hildegarda nos deixou. 

IMG_8725Estátua de Hildegarda de Bingen entre suas iluminuras no Museum am Strom, na cidade de Bingen am Rhein, Alemanha

Vale à pena visitar o Museum am Strom na pequena mas bela cidade de Bingen am Rhein, na Alemanha e ver reproduções de suas iluminuras em tamanho gigante sob uma apresentação de grande qualidade.

54517898

IMG_8922Museum am Strom, na cidade de Bingen am Rhein, Alemanha

IMG_8723Interior do Museu

IMG_8782O Homem Universal ou O Homem Cósmico (The Universal Man) - mandala/iluminura de Hildegarda de Bingen, 1098-117

IMG_8793Cultivando a Árvore Cósmica (Cultivating the Cosmic Tree) - mandala/iluminura de Hildegarda de Bingen, 1098-1179

IMG_8827Coro de Anjos (Choeur of Anges) - mandala/iluminura de Hildegarda de Bingen, 1098-1179

IMG_8728Das Weltall yoni - mandala/iluminura de Hildegarda de Bingen, 1098-1179

Eu tive a oportunidade de visitar este museu que foi uma surpresa: ele parece pequeno exteriormente mas é apenas uma ilusão pois possuí um espaço generoso repartido em dois andares. Além do museu, eu também visitei a Capela São-Roque de Bingen (Rochuskapelle), uma bela capela de arquitetura no estilo gótico tardio onde Hildegarda de Bingen também está presente (como pode ser vista nas fotos abaixo).

IMG_0052Capela São-Roque de Bingen (Rochuskapelle), em Bingen am Rhein - Alemanha

IMG_8961imagem de santa Hildegarda de Bingen no interior da capela

IMG_8942 interior da capela

IMG_8946 interior da capela

IMG_8984 interior da capela

IMG_8960interior da capela

IMG_8972Mais uma mandala! - vitral inspirado numa iluminura de Hildegarde - interior da capela

IMG_8988exterior da capela

exterior da capela - fundos da capela

IMG_8996cemitério e videiras ao lado da capela

IMG_8998videiras ao lado da capela

IMG_9008

IMG_9004bosque nos arredores da capela

IMG_9002  vista do alto da capela

_____________________________________

Para saber mais sobre santa Hildegarda de Bingen, conheça o blog VIRIDITAS DE HILDEGARDA DE BINGEN:

http://viriditasbingen.canalblog.com

 Super DICA: Se você desejar saber mais sobre a vida de Hildegarda de Bingen, procure assistir ao filme Visão, Da Vida de Hildegarda de Bingen. Direção de Margarethe Von Trotta (2009). E veja aqui o site do filme (em alemão): https://zeitgeistfilms.com/vision/downloads.html

HB Vision

  Se você gostou desse artigo, deixe seu comentário, uma palavrinha, um sorriso. Deixe sua opinião. Vou gostar muito de ter um retorno seu !

Fotos feitas no Museum am Strom, Bingen am Rhein

IMG_8894

estátua de santa Hildegarda que fica no museu

IMG_8899

IMG_8900

Notas :

1 – Traduzido livremente do original, em francês: "Regarde-toi: tu as en toi le ciel et la terre." Hildegarde DE BINGEN, Une Pensée par Jour, Ed. MEDIASPAUL.

2 – Santa Hildegarda de Bingen foi a quarta mulher a ser reconhecida pela Igreja Católica como "doutora da Igreja". O título foi concedido pelo Papa Bento XVI no dia 07 de outubro de 2012. O título de doutor da Igreja é atribuído a fiéis que se tenham distinguido pela santidade de vida, ortodoxia doutrinal e sabedoria. A Igreja Católica reconheceu 33 doutores, entre os quais três mulheres: Teresa de Ávila, Catarina de Sena e Teresinha de Lisieux. Fonte: http://noticias.cancaonova.com/santa-hildegarda-sera-4a-mulher-reconhecida-como-doutora-da-igreja/

3 – "Eu vi uma grande montanha de cor-de-ferro, e sobre essa montanha de cor-de-ferro, alguém estava sentado e esse alguém brilhava de maneira tão intensa que sua luz ofuscava minha vista; e de cada lado, se estendia de maneira suave, a sombra de uma maravilhosa asa, imensa e larga (...) Expanda-se na fonte da abundância, e deixe-se levar pela erudição mística (...). Pois não é do homem que você tem o dom de penetrar nestes mistérios, mas você os recebe do alto, do juiz supremo para que esta claridade brilhe de um brilho incomparável à outras luzes. Levante-se, faça escutar sua voz e diga as coisas que foram manifestadas pelo poder da virtude do socorro divino, pois aquele que comanda com bondade e poder sobre todas as criaturas, penetra naqueles que o respeitam,  e o servem com atenção, com um espírito humilde e claro que vem de sua divina luz e que conduz todos aqueles que perseveram no caminho da justiça ao caminho da visão da felicidade eterna." Traduzido livremente do original, em francês: "Je vis comme une grande montagne couleur de fer, et sur elle quelqu’un était assis, resplendissant d’un tel éclat, que sa lumière offusquait ma vue ; et de chaque côté, le voilant d’une ombre douce, une aile, merveilleuse de largeur et de longueur, s’étendait (...) Dilate-toi dans la fontaine d’abondance, et coule dans une mystique érudition (...). Car, ce n’est pas de l’homme que tu tiens la pénétration de ces mystères, mais tu reçois (ce don) d’en haut, du juge redoutable et suprême, par qui cette clarté brillera d’un éclat incomparable parmi les autres lumières. Lève-toi donc, fais entendre ta voix, et dis les choses qui se sont manifestées par la puissante vertu du secours divin ; parce que celui qui commande avec bonté et puissance à toutes ses créatures, pénètre ceux qui le craignent et qui le servent avec dilection, en esprit d’humilité, de la clarté de sa divine lumière ; et il conduit ceux qui persévèrent dans les voies de la justice, vers les joies de l’éternelle vision." Fonte: SCIVIAS de Hildegarde de Bingen.

4 – Hildegarda afirmava que via uma luz indescritível, intensa, viva quando recebia suas visões. Essa luz se manifestou pela primeira vez quando Hildegarde ainda era uma criança: «No terceiro ano de minha vida, eu vi uma luz de tal intensidade que minha alma ficou toda tocada mas por causa de ser ainda muito pequena, eu nada pude dizer.» Em seguida, a Luz Viva reapareceu aos 42 anos, quando Hildegarde começou à escrever e divulgar suas visões e a acompanhou até o fim de sua vida. Fonte: SCIVIAS

5 "…a música de júbilo suaviza os corações endurecidos, e lhes extrai as lágrimas de compunção, invocando o Espírito Santo… e as canções atravessam (os corações) de modo que eles possam compreender a Palavra perfeitamente; pois a graça divina assim age, banindo toda escuridão, e tornando luminosas todas as coisas que são obscuras para os sentidos corpóreos por causa da fraqueza da carne" Hildegarde de Bingen. Fonte: HOLSINGER W Bruce, Music, Body and desire in Medieval Culture: Hildegarde of Bingen to Chaucer, pages 93-96.

6 – Há 35 Vícios que se confrontam com 35 Virtudes. Segundo Hildegarda, ao buscar as Virtudes, o homem coloca-se no caminho de sua integridade e encontra sua essência divina que o leva à Deus. Os 35 Vícios e Virtudes são: 1. Amor pelas coisas do mundo x Amor pelas coisas celestes, 2. Petulância/Exuberância x Disciplina, 3. Amor pela diversão/Superficialidade x Amor pelas coisas simples/Modéstia/Respeito/Discreção, 4. Coração endurecido/Inflexibilidade x Misericordia/Compaixão, 5. Medo/Resignação x Vitória de Deus, 6. Ira/Criminalidade x Paciência, 7. Alegria falsa x Buscar à Deus, 8. Gulodice x Abstinência, 9. Amargura x Generosidade, 10. Impiedade/Infâmia x Piedade, 11. Mentira x Verdade, 12. Contestação/Briga x Paz, 13. Aflição x Alegria/Bem-estar 14. Falta de moderação/Excesso/Anarquia x Moderação/Discreção, 15. Alma perdida x Alma salva, 16. Arrogância x Humildade/Tolerância, 17. Inveja x Caridade, 18. Sede de glória x Temor de Deus, 19. Desobediência x Obediência, 20. Infidelidade x Fidelidade/Fé, 21. Desespero x Esperança, 22. Luxúria/Obscenidade x Castidade, 23. Injustiça x Justiça, 24. Falta de vontade/Apatia x Coragem/Bravura, 25. Esquecimento x Santidade, 26. Inconstância x Constância, 27. Preocupação com as coisas terrestres x Busca das coisas celestes/Busca da Espiritualidade, 28. Obstinação x Arrependimento sincero, 29. Cupidez/Ganância x Desapego pelas coisas do mundo, 30. Discórdia x Concórdia, 31. Impertinência x Reverência, 32. Vagabundagem/Instabilidade x Estabilidade, 33. Magia/CultoSatânico x Adoração de Deus, 34. Avareza x Grandeza de Espírito, 35. Falta de vontade de viver/Falta de amor pela vida/Desespero/Desânimo/Depressão x Alegria Celeste/Alegria Divina/Alegria que vem de DEUS/Felicidade que vem Espiritualidade Maior. (Traduzido livremente do original, em francês. Fonte: STREHLOW Wighard, La guérison du corps et de l'esprit selon Hildegarde de Bingen, Editions Dangles).

7 - Hildegarda se refere à Eva que, segundo a Genêsis, no Antigo Testamento, trouxe a morte - o conhecimento da existência da morte - ao dar a maçã à Adão e permitir que este a comesse. Eva também comeu do fruto proíbido e junto com Adão foi expulsa do Paraíso, onde, após o ocorrido, de acordo com o relato bíblico, toda a humanidade ficou privada da perfeição e da perspectiva de vida infindável.

8 - Traduzido livremente do original, em francês: "Parce qu'une femme avait apporté la mort, une vierge de clarté l'a abolie. Ainsi la bénédiction suprême repose-t-elle, avant toute création, sur la figure de la femme. Car Dieu s'est fait homme dans une Vierge douce et bienheureuse." Hildegarde DE BINGEN, Une Pensée par Jour, Ed. MEDIASPAUL.

9 - Traduzido livremente do original, em francês: "Les hommes sont plein de courage et de force, tandis que les femmes sont dotées d'une sage force spirituelle."Fonte: STREHLOW Wighard, La guérison du corps et de l'esprit selon Hildegarde de Bingen, Editions Dangles.

10 - Traduzido livremente do original, em francês: "Notre vie provient de l'énergie divine dont notre corps est impregné."Fonte: STREHLOW Wighard, La guérison du corps et de l'esprit selon Hildegarde de Bingen, Editions Dangles.

11 - Traduzido livremente do original, em francês: "Par l'activité l'âme ouvre de concert avec le corps, parce qu'il a été façonné par Dieu même; c'est pourquoi elle impatiente d'accomplir le travail incombant au corps." Fonte: STREHLOW Wighard, La guérison du corps et de l'esprit selon Hildegarde de Bingen, Editions Dangles.

12 - Traduzido livremente do original, em francês: "Aussi malade ou blessé que soit le corps de quelqu'un, l'âme est toujours sainte, belle, jeune et saine. Il convient toutefois de se rappeler que la guérison ne doit pas se limiter à notre seule personne, mais porter également sur nos relations, avec autrui et avec la nature." Fonte: STREHLOW Wighard, La guérison du corps et de l'esprit selon Hildegarde de Bingen, Editions Dangles.

13 - Demais obras escritas por Hildegarde de Bingen: SCIVIAS seu Visionnes (1141-1151), Liber divinorum operum simplicis hominis (1163-1173/1174), Liber vitae meritorum (1148-1163), Solutionnes triginta octobre quaestionum, Explanatio Regulae S. Benedicti, Explanatio Symboli S. Athanasii, Vita sancti Ruperti, Vita sancti Disibodi, Physica, sive Subtilitatum diversarum naturarum creaturarum libri novem, sive Liber simplicis medicinae (1151-1158), Symphonia harmoniae coelestium revelationum, Ignota lingua, cum versione Latina, Tractatus de sacramento altaris, Homeliae LVIII in Evangelia, Causae et curae, sive Liber compositae medicinae.

14 - Em sua condição de santa ela é honrada como padroeira da Igreja de Santa Hildegarda, o seu santuário mais importante, onde estão suas relíquias, em Eibingen, da Igreja de Santa Hildegarda e São Rupert em Bingerbrück da Abadia de Santa Hildegard em Rüdesheim e de mais oito capelas ou igrejas na Alemanha. Para saber mais : http://www.abtei-st-hildegard.de/

15 - Hildegarde DE BINGEN, Une Pensée par Jour, Ed. MEDIASPAUL.

16 - Traduzido livremente do original, em francês: "Nous comprendrons peu à peu que toutes ces choses sont liées au salut de notre âme." Fonte: STREHLOW Wighard, La guérison du corps et de l'esprit selon Hildegarde de Bingen, Editions Dangles.

Agradecimentos

Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos à minha querida Zuleica e sua família que me permitiram chegar até Hildegarde de Bingen, viver essa experiência e voltar com essas lindas imagens da Alemanha. Danke !

IMG_9445

Danke Frau Zuleica 🌷

IMG_4450